Importante: Avaliação da contaminação interna em canetas de alta rotação na prática clínica.

11.04-MATÉRIA

 

Conforme artigo publicado pelo Dr Fernando Tura sobre a “Avaliação da contaminação interna em canetas de alta rotação na prática clínica”, a transmissão de agentes patogênicos ocorre principalmente pela inalação ou absorção de microrganismos propagados pelo ar quando da produção de aerossóis contaminados ou resquícios de secreções nasofaringeanas, pelo contato direto com lesões infectadas, saliva ou sangue e pela transmissão indireta via transferência de microrganismos por instrumentos e equipamentos através das canetas de alta, baixa rotação e seringa tríplice.

Para Bittencourt et al. (2003) [6], nem mesmo a autoclave seria um meio totalmente efetivo para esterilizar canetas de alta rotação quando ocorre contaminação de sua turbina, uma vez que o calor úmido sob pressão não esteriliza este componente, exceto quando o compartimento em que a turbina fica alojada não esteja fechado. Para o autor, a solução seria que cada caneta apresentasse uma chave específica para que pudesse ser aberta após cada procedimento realizado em pacientes e então ser descontaminada a turbina, fora da cabeça da caneta.

Ao desacelerar o pedal do motor das canetas de alta rotação, ocorre o risco de um refluxo de bactérias provenientes da boca dos pacientes para o interior da tubulação, que apresentam um mecanismo de adesão, ganhando a capacidade de se multiplicar, formando o biofilme. Tais bactérias são resistentes a desinfectantes e podem acometer pacientes imunocomprometidos que podem desenvolver Hepatites B, tuberculose e outras doenças infecciosas.

Conforme o autor Dr Fernando Tura, uma opção de esterilização eficaz, seria a possibilidade de abrir a caneta e fazer uma higienização adequada, seguida de esterilização em autoclave, para se ter uma caneta de alta rotação adequada para uma nova utilização na clínica odontológica.

AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO INTERNA EM CANETAS DE ALTA ROTAÇÃO NA PRÁTICA CLÍNICA

Braz Dent Sci 2011 jul./dez.; 14 (3/4) 18-26

Conheça toda nossa linha Odontológica: http://www.neolabimport.com.br/categoria-produto/linha-odontologica/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *